Como desqualificar o aluno do Ensino Médio, a Filosofia e a Sociologia em uma só frase

Tempos atrás a revista Veja na sua edição de nº. 2158 (disponível aqui), publicou um artigo referente ao ensino obrigatório da Filosofia e da Sociologia no Ensino Médio brasileiro. Tal artigo colocava em dúvida a importância dessas disciplinas para a sociedade e pontuava com um tom de alarde a formação de uma ideologia de esquerda dentro das escolas.

Este artigo foi respondido e combatido pelos representantes da educação no campo da Filosofia, Sociologia e também da História, inclusive num ótimo texto dos colegas do blog SEAF.

O texto da revista coloca muitas questões e  culpas nos ombros das disciplinas citadas. Não é meu objetivo abordá-lo em sua totalidade aqui. O que farei é reproduzir uma frase do artigo, que para mim, traduz todo o pensamento dessa grande mídia e dos grupos que ela representa.

Segue o texto:

"Os países mais desenvolvidos já entenderam há muito tempo que é absolutamente irreal esperar que todos os estudantes de ensino médio alcancem a complexidade mínima dos temas da sociologia ou da filosofia - ainda mais num país em que os alunos acumulam tantas deficiências básicas, como o Brasil"


Quando será que na visão da revista o brasileiro vai estar apto a se reencontrar com a Filosofia e com a Sociologia? Peço a vocês que leiam novamente e  atentamente a frase citada e depois me respondam se algum de vocês possuem alguma limitação que impossibilite compreender, assimilar e construir conceitos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário