Unicórnio - tatuagens e seus significados

Embora muitos animais míticos sejam representados nas tatuagens, vários deles tem seus significados bastante variados ao longo do tempo e em diferentes culturas. Nesse sentido, o unicórnio é uma exceção, pois é geralmente interpretado como um símbolo da bondade.

Aparecendo inicialmente na Mesopotâmia, na Índia e na Grécia, o unicórnio também foi celebrado na antiga China. Sua aparição na história da China é tão profunda e bem documentada, conhecido como o Lin Chi (ou Qilin), significando o yin e o yang, o unicórnio é um dos quatro animais sagrados da China, os outros são a Fênix, o dragão, e da tartaruga. O unicórnio vem do céu, aparecendo em momentos de prosperidade, quando um imperador está governando com sabedoria, e também, para sinalizar que a sorte está prestes a aparecer. Benevolente e gentil, sua pele é branca, vermelha, amarela, azul e preta, sua voz é como o tilintar dos sinos, e seu chifre tem uma ponta que é carnosa, tornando-se impossível para ele lutar.
Os gregos teriam sido os primeiros e descreverem o unicórnio tal como a conhecemos hoje, em um documento conhecido como o Physiologus, um compêndio do conhecimento das ciências naturais, que incluía descrições de animais. Embora o original se perdeu em tempos, vários manuscritos do latim medieval sobreviveram, juntamente com diversos escritos que descreviam os unicórnios, bem como técnicas para capturá-lo.
Ilustração - Physiologus
 
"O Unicórnio é um animal muito pequeno, como uma criança, extremamente rápido, com um chifre no meio da testa. Nenhum caçador pode pegá-lo. Mas ele pode ser preso pelo estratagema seguinte. Uma virgem é levada para onde ele se esconde, e lá é enviado sozinha na floresta. Rapidamente ele pula em seu colo e a abraça, e, portanto, ele é pego. " (T. H. Whites The Book of Beasts, [tradução minha] versão americana da tradução latina do século XII).

No entanto, a imagem mais forte que temos do unicórnio não estão nas páginas dos livros e sim nas tapeçarias e pinturas da Idade Média e início da Modernidade.
MORETTO da Brescia
St Justina with the Unicorn - 1530
TINTORETTO
Creation of the Animals - 1551-52

FRANCESCO DI GIORGIO MARTINI
Chastity with the Unicorn - 1463

RAFFAELLO Sanzio
Lady with a Unicorn - 1505

O unicórnio, essa criatura fantástica e mitológica, hoje incorpora muitas das mesmas virtudes nobres com as quais tem sido associado ao longo do tempo: pureza, força, bondade, confiança e também a magia. A partir de símbolos da realeza e do cristianismo, o unicórnio foi incorporado ao imaginário ocidental representando o conhecimento misterioso e o advento de Deus.

Fontes: http://www.vanishingtattoo.com - http://www.wga.hu

3 comentários:

Maicon disse...

A segunda foto das últimas se não me engano é só um Pegasus não é?

Cristiano Willian disse...

Ola Otimo Post, Envie seu Link para o LINKS ONLINE tambem
e tenha muito mais visitas. Aproveite e envie seus links agora! http://linksonline.com.br

SIRLEX MORENO disse...

Eu fiz uma tatuagem de um unicornio e depois pensei que tem a ver com bruxaria, será?

Postar um comentário