Retrato da barbaridade: foto de mulher afegã que teve nariz cortado é premiada

O retrato de uma mulher afegã cujo nariz e orelhas foram cortados pelo marido ganhou nesta sexta-feira o prêmio World Press Photo, um dos mais cobiçados em fotojornalismo.

A foto foi clicada pela sul-africana Jodi Bieber, contrastando a beleza da mulher com o sinal evidente da violência cometida após fugir de um marido abusivo. A imagem foi capa da revista "Time" de 1º de agosto de 2010.

Bieber, que já tem outros oito prêmios World Press Photo, é fotojornalista do Instituto para Gerenciamento de Artistas e trabalha para vários veículos. Ela já publicou dois livros sobre a África do Sul.

Os membros do júri disseram que a foto, embora chocante, foi escolhida porque fala da violência contra as mulheres com uma imagem digna. a afegã Bibi Aisha, 18, foi resgatada por tropas americanas no Afeganistão e vive agora nos Estados Unidos.

Fonte: http://www.folha.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário