Os olhos são as janelas da alma

"A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz"
(Mateus - 6:22)

Esses olhos que me deram alguma preocupação essa semana, também já me trouxeram muitas alegrias. É por isso que concordo com os poetas quando eles dizem ser os olhos a janela da alma, que Ser pode mostrar-se frio e indiferente diante dos olhos carinhosos de uma criança, quem homem não se apaixonou por luzes que vieram através dos olhos e iluminaram todo o seu espírito.

Ver é viver e ter ao seu alcance uma infinitude de cores, de vida que pulsa em formas e movimento. Somos hoje em dia muito visuais, fazemos da visão um de nossos principais sentidos, percebi isso essa semana, quando a visão quase me faltou.

Perceber o mundo sem a visão, imagino que seja uma tarefa nada fácil e com certeza não é uma empreitada que eu gostaria de realizar, admiro quem vive sem esse sentido e aprendeu a sentir o mundo de outra forma. Muitos possuem a visão mas é como se fossem cegos, há tempos já perderam a admiração pelas coisas que os olhos nos trazem, ver não é uma coisa corriqueira, é um milagre da natureza.

Utilize sua visão para descobrir o mundo que se descortina lá fora, não se tranque em lugares escuros e solitários, brinque com as cores, canse os olhos nas leituras e na tentativa de acompanhar até mínimo dos movimentos.

Olhe para fora e o mundo lhe mostrará parte do que está dentro de você, faça dos seus olhos a janela da sua alma antes que eles se fechem e a escuridão tome conta de tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário