O homem é o pior dos parasitas

Você conhece algum animal que vive e não segue estritamente as leis da natureza?

Se a sua resposta foi não, provavelmente você não considera o homem mais como parte integrante da natureza e nisso há um perigo muito grande, pois assim não respeitamos nem as leis mais simples do lar onde vivemos que é o planeta terra. Não conseguimos morar por muito tempo sobre uma casa onde nós mesmos continuamente estamos destruindo as suas paredes, todos os animais ditos irracionais seguem essa regra, inclusive a maioria dos parasitas.

Quando pensamos em parasitas, logo imaginamos algum tipo de ser asqueroso, um inseto, uma sanguessuga, no entanto se definirmos o parasita como aquele ser que em associação com outro organismo retira meios para a sua sobrevivência, geralmente prejudicando seu hospedeiro, logo perceberemos que o homem é o pior dos parasitas, pois, não só prejudica a terra como um organismo autônomo, mas também todas as espécies que nela vivem, inclusive a própria espécie do parasita, nesse caso o homem.

O parasitismo humano não se reduz a questões biológicas, mas avança também na ótica social, o homem faz da sua própria espécie hospedeiros onde suga toda a força de trabalho do ser matando-o de fome, frio, cansaço, doenças, tudo isso em benefício próprio.

Geralmente a maioria dos parasitas que existem vivem em pequenas comunidades e biologicamente se multiplicam de forma controlada, pense em uma espécie que se multiplica de forma descontrolada, viola todas as leis naturais e ainda de quebra consome todos os recursos de um grande hospedeiros rapidamente, esse espécie tem nome: SER HUMANO.

2 comentários:

Fada da Natureza disse...

Polêmico, porém interessante. Concordo com este ponto de vista...Parabéns pelo lindo blog!

Célio Roberto Pereira disse...

Obrigado, espero te ver sempre por aqui.

Postar um comentário