Rally em uma Yes e muita históra pra contar


Então a galera resolveu que íamos passar o final de semana no interior, muito verde, rio, cachoeiras e muito sol. Contando com os ovos antes de saírem da galinha resolvi ir de moto (para o interior, estrada de chão batido!), tudo bem que não atentei para alguns detalhes, como por exemplo que o sábado estava um calor de matar (sinal de chuva?) e que a minha moto era uma Suzuki 125, igual essa da foto aí de baixo.


Não atentei para o fato de ela ter pneus para asfalto como esses aí embaixo.


Nem dei atenção por ela ser uma moto baixa e com o pára-lama dianteiro quase colado no pneu. Nem eu, nem meu amigo Diego que também resolveu ir de moto e, por uma incrível coincidência também tem uma Yes (só que azul).

Essa falta de cuidado fez com que fossemos sem preocupação no final da tarde de sábado, já no início do caminho e até chegarmos em Barra Grande choveu, no entanto, mesmo sendo as estradas de terra, estavam boas, foi a maior chuva que já peguei de moto, mas tudo bem valeu a experiência. Chegamos lá e a noite passou chovendo até o meio dia de domingo, não aproveitamos nada da cachoeira de Rio dos Pardos (que pena! Já mostrei ela AQUI) nem do rio, porém demos boas risadas com o pessoal no chalé, além de eu encontrar uma aranha que media o tamanho da palma de minha mão.


Mas a aventura só estava por começar, nos preparamos para voltar e quando pegamos a estrada uma triste constatação, a chuva do sábado tinha deixado o caminho parecido com uma pista de motocross, daí a coisa ficou preta, parar em cima da moto era serviço de malabarista (não caí nenhum tombo!), ainda por cima tínhamos que lidar com o travamento da roda dianteira por causa do barro, a solução foi retirar o pára-lamas até chagar na BR 280, mas até lá fizemos um verdadeiro rally que me trouxe mais adrenalina do que a esperada para o fim de semana, mas com certeza valeu a pena! Pois é como dizem: a vida só vale a pena se você tiver uma boa história pra contar.

 

2 comentários:

Andre disse...

Louco....auhuahua..muito loco. Eu fiz uma viagem também no final do ano (2009). Eu e minha esposa saímos de Cafelândia, no interior de São Paulo, e fomos para Praia Grande numa Suzuki yes 125, foi muita doidera. Pegamos chuva pra caralho mas, o visual e as recordações valem a pena.
Eu faria de novo!

Célio Roberto Pereira disse...

Eu tembém faria! o que vale a pena é a história que a gente tem para contar depois.

Postar um comentário