Fica combinado assim: vamos viver!


Assistindo o filme Substitutos (Surrogates, 2009) e analisando a história que o mesmo aborda, me perguntei se como no filme, não estamos deixando de viver, projetando uma realidade que existe somente no campo virtual.

As experimentações, as sensações, as experiências, todas essas coisas que nos tornam humanos foram deixadas de certa forma para trás.

Talvez seja uma nostalgia minha, mas vejo por mim mesmo, passo cada dia mais tempo na frente do computador, ainda que realize outras atividades no meu dia a dia, no entanto, fiz uma pesquisa a uns dois anos atrás na escola em que trabalhava para verificar, dos alunos que possuíam computador, quantas horas os mesmos permaneciam na frente do PC por dia, a média foi de 6 horas. Crianças de 11 a 14 anos! Quando tinha 11 anos eu brincava 6 horas por dia, descobria novas habilidades, desenvolvia a criatividade, me socializava.

Que socialização há em um mundo que eu não tenho contato direto com os outros, que posso assumir a identidade que quiser. A internet com certeza é uma mas mais maravilhosas ferramentas de conhecimento que o homem já inventou, mas, ela não substitui em nenhum aspecto o mundo real.

Discutia essa semana com meus alunos o problema da verdade e da realidade, acabei por descobrir um campo novo de abordagem nesse tema tão batido pela filosofia: a WEB. O que na internet é real? O que nela é verdadeiro? Estamos mudando o nosso conceito de verdade e realidade por causa da internet?

Esses questionamentos pairam em minha cabeça, cada dia mais intensos, mas por hoje ficaremos nas especulações e combinamos o seguinte: desliguemos o computador um pouquinho mais cedo e vamos viver a outra vida também.

2 comentários:

Sérgio Marcondes Soares disse...

Não vi o filme, mas suas indagações são pertinentes e desde que me descobri olhando mais para uma tela de computador que um asfalto ou um orvalho, tenho seguido o conselho que deste.

Um forte abraço!

Célio Roberto Pereira disse...

Em alguns momentos acho que os homens esperam com espectativa o dia de se livrarem do bom e velho corpo...

Postar um comentário