Terremoto no Chile em 27 de fevereiro não foi o maior


Todos estão sabendo do terremoto de magnitude 8,8 que sacudiu o Chile neste sábado (27 de fevereiro) e causou a morte centenas de pessoas, pois bem, saibam que este não foi o primeiro grande tremor em terras chilenas nas últimas décadas.


Considerado o maior terremoto das américas nos últimos 50 anos, ocorreu no Chile em 22 de maio de 1960 e atingiu 9,5 graus na escala Richter.

A cidade de Valdívia, que fica a cerca de 740 quilômetros de Santiago, foi a mais atingida pelo abalo, que gerou um tsunami com ondas gigantescas. Mais de 2 mil pessoas morreram.

As ondas gigantes apagaram do mapa cidades inteiras na costa chilena e fizeram vítimas também em outros países banhados pelo Pacífico como o Japão (com 138 mortos), as Filipinas (32 mortos) e os Estados Unidos (61 mortos no Havaí).

A costa oeste da América do Sul fica numa região de encontro de duas placas tectônicas: a placa de Nazca, submersa no Oceano Pacífico, e a placa sul-americana, onde fica o continente.

O Chile é um dos países em que ocorrem mais tremores por ano, devido ao fato de grande parte de seu território estar exposto aos choques constantes destas duas placas tectônicas.

Fonte: BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário