Febre kuru - Doença rara coisa de zumbi!


A chance de uma pessoa contrair ou desenvolver febre kuru praticamente não existe. Para contrair essa doença neurológica fatal, você teria que viajar a uma região remota nas montanhas da Nova Guiné, encontrar um dos poucos portadores da doença que ainda existem e comer seu cérebro.

A febre kuru pertence a um tipo raro de doenças causadas por príons. Essas proteínas anormais induzem alterações protéicas nas células do cérebro. Essa alteração das proteínas leva à formação de um tecido cerebral diferente do normal, resultando em lesões progressivas e incuráveis no cérebro. A palavra kuru significa "doença do riso", assim chamada porque os cientistas observaram ataques de riso histérico nas pessoas afetadas.

As doenças semelhantes causadas por príons, como a doença de Creutzfeldt-Jakob (a variante humana da doença da vaca louca) são mais comuns. A febre kuru ocorre apenas na tribo isolada Fore, da Nova Guiné. A doença surgiu na década de 50 e rapidamente dizimou aldeias inteiras. Os cientistas logo descobriram que a única forma de contrair a doença era através do consumo de tecido cerebral contaminado. A tribo praticava o canibalismo em rituais fúnebres, cozinhando e comendo o cadáver - por acreditar que fazendo isso os aspectos espirituais do morto passavam para o vivo. As mulheres e crianças, parentes do morto, consumiam o cérebro e contraíam a febre kuru, uma doença fatal.

Quando os ocidentais aboliram o canibalismo na região, os casos da doença praticamente desapareceram. Os cientistas não encontraram novos casos de febre kuru nas pessoas da tribo Fore nascidas a partir do fim dos anos 50.

texto daqui: http://saude.hsw.uol.com.br/doencas-raras1.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário